Simbologia – Parte I

Ainda que seja possível estabelecer um raciocínio lógico e fundamentado acerca da simbologia maçônica, fugindo dos “achismos” e “invencionices”, certo é que toda explicação de cunho simbólico terá um quê do sentimento pessoal daquele que a profere.

Em outras palavras, a propriedade de um símbolo é a de poder ser entendido de várias formas, de acordo com o prisma ou ângulo sob o qual é considerado. Valendo-se de uma alegoria maçônica, pode-se afirmar que para cada indivíduo haverá um ponto diferente para servir de apoio compasso, expandindo a interpretação de acordo com o raio de circunferência.

Desta feita, os símbolos nada mais são do que referências para aguçar os sentidos e elevar o pensamento, jamais servindo como fim em si mesmo. São, portanto, o meio para se chegar à conclusão levada a termo pela síntese, ainda que esta conclusão seja mutável.

A palavra “símbolo” é derivada do grego sumbolon e do latim symbolum, representando uma figura ou imagem que serve para designar algo, quer por meio do desenho, da pintura, da escultura, de ações figuradas ou de qualquer objeto físico.

Ademais, ressalta-se que a origem da utilização de símbolos se perde no próprio tempo, não havendo como precisar um marco temporal exato em que estes surgiram. Como exemplo de símbolos que remontam os tempos imemoriais, têm-se as pinturas rupestres e os hieróglifos egípcios.

Especificamente na Maçonaria, os símbolos fazem parte de sua história e evolução, não sendo possível imaginar a Ordem Maçônica sem a interpretação simbólica de suas alegorias e passagens. Em todos os Ritos Maçônicos, é possível extrair símbolos que são encarados sob múltiplos pontos de vista e dão lugar a interpretações análogas diferentes.

Do ponto de vista didático, Nicola Aslan divide os símbolos maçônicos em quatro grandes categorias, sendo elas[1]:

  1. Místicos e religiosos – aqueles que remetem aos ensinamentos religiosos/bíblicos e místicos. Exemplos: O círculo com um ponto central (sol); o Selo de Salomão; o Delta Luminoso; a tríade divina presente em várias religiões;
  2. De construção – advindos da profissão operativa dos maçons construtores. Exemplos: Compasso (medida na pesquisa); Esquadro (retidão na ação); Malho (vontade na aplicação); Cinzel (discernimento na investigação); Avental (trabalho constante);
  3. Herméticos e Alquímicos – Sol e Lua; Enxofre; Mercúrio; Sal; Os quatro elementos; Numerologia; Astrologia; Cabala;
  4. Com significação particular – Romã (união); Corda de 81 nós (união); o Ramo de Acácia (revivificação, imortalidade); Pelicano (amor e abnegação);

Portanto, ao entender a Maçonaria como um sistema de moralidade, desenvolvido e inculcado pela ciência do simbolismo, verifica-se que o seu estudo não é tão facilmente adquirido, haja vista os inúmeros significados e interpretações para a mesma alegoria.

Aliás, em se tratando das “alegorias”, deve-se destacar que inúmeros autores preferem diferenciar os “símbolos” das “alegorias”, entendendo serem conceitos diferentes. Nesta toada, o símbolo representaria algo consolidado, concreto, ao passo que a alegoria significaria o conceito subjetivo que cada um extrai de determinada representação. Confuso? Talvez. Isto, porém, ficará para outro momento…

Simbolos

[1] N.R. Os exemplos transcritos representam apenas um dos muitos significados que cada símbolo possui.

Um comentário em “Simbologia – Parte I

  1. Mais um tema pelo qual tenho muito interesse. A simbologia na maçonaria traz consigo uma infinitude de interpretações, principalmente no rito moderno, onde cada irmão tem a liberdade de interpretá-los da maneira que melhor lhe convir. Com certeza estarei aguardando a parte II deste tema. Parabenizo o irmão pelo trabalho desenvolvido e pelas escolhas dos temas abordados. Este blog tem me despertado bastante interesse, pois trata de uma maneira simples e ao mesmo tempo muito sofisticada dos temas maçônicos, “modernizando” o aprendizado dos irmãos.

    Parabéns.
    TFA

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s